Em uma 'internet do futuro', Google poderá informar gravidez.

Em uma 'internet do futuro', Google poderá informar gravidez


YURI GONZAGA
COLABORAÇÃO PARA A FOLHA

Quer saber se está grávida? Em breve, você poderá perguntar ao Google. É o que prometem serviços da chamada internet do futuro, que já estão a caminho, segundo o pesquisador Lisandro Zambenedetti Granville, da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

A partir de serviços de "saúde personalizada", como explica este artigo, buscadores se basearão nos dados de usuários na internet pararesponder a perguntas médicas, como "estou gripado?" ou "estou grávida?"
Yuri Gonzaga/Folhapress

O pesquisador Lisando Zambenedetti Granville, da UFRGS e do CGI, fala durante mesa sobre o futuro da internet


O artigo, intitulado "Internet do Futuro: conteúdo, serviços e gerenciamento", foi escrito por pesquisadores das universidades alemãs de Munique e de Bremen e se tornou bastante popular no meio acadêmico, diz Granville.

REPLAY COMPLETO DA VIDA

Um serviço paralelo de uma internet do futuro seria o "Complete Life Replay" --do qual o de saúde personalizada dependeria--, diz Granville.

O serviço gravaria toda a atividade de usuários na internet para que, posteriormente, ela possa ser revisitada.

Algo semelhante com o que faz o Google Web History, mas em nível mais profundo e em diferentes formas de uso da internet --não só a web, mas também aplicativos móveis, serviços de voz sobre IP e outros; suficiente para causar arrepios em ativistas da privacidade na rede.

O pesquisador conta que alguns projetos estrageiros já criam fisicamente --em ambiente acadêmico-- projetos que estavam até agora somente em laboratório -- e que podem ser o futuro da internet.

No Brasil, a mais proeminente referência em pesquisa na área é a RNP (Rede Nacional de Ensino e Pesquisa), fundada em 2006 e composta por cerca de 600 instituições de ensino.

As ideias foram apresentadas em uma mesa no terceiro dia do 2º Fórum da Internet no Brasil, que acontece até esta quinta (5) em Olinda (PE).

Comments